Nova etiqueta energética para electrodomésticos é mais exigente

 

Em finais do ano passado criou-se uma nova legislação para a etiqueta energética, que já todos conhecemos e que indica a eficiência de um electrodoméstico em termos de consumo de energia. O nível de exigência subiu, sendo que alguns equipamentos passarão a ter sete classes (de A+++ a D) e outros chegarão mesmo às dez (de A+++ a G).

Assim, para todos os Estados-membros da União Europeia, as máquinas de lavar roupa, loiça, os equipamentos de refrigeração por compressão e ostelevisores (que nunca tinham tido etiqueta) passam a ser divididos em sete classes, enquanto os equipamentos de frio que fazem refrigeração por absorção e as garrafeiras frigoríficas serão divididos em dez.

Actualmente, a nova etiqueta encontra-se em fase de implementação voluntária, sendo que, após o fim das datas determinadas, os fornecedores serão mesmo obrigados a utilizá-la no mercado europeu. Após o dia 30 de Novembro, todos os frigoríficos, garrafeiras e televisores já devem conter os novos avisos e, depois do dia 20 de Dezembro, o mesmo acontece com máquinas de lavar roupa e loiça. Esteja atento!

O texto dará lugar a pictogramas, para que possa ser entendida em toda a União Europeia sem que se ponha a barreira da língua, e deverá ser fornecida uma etiqueta completa com cada unidade de produto. Além disso, é obrigatória a presença da informação de ruído em todos os produtos em que este critério seja importante. Veja as diferenças para a que se encontra ainda a ser usada. A partir de Março de 2012, surgirão ainda novas exigências no que toca a publicidade e material promocional.

O consumidor é cada vez mais exigente no que toca à eficiência energética das marcas e a etiqueta é um elemento fundamental de consulta na escolha de um novo electrodoméstico.

fonte:http://www.greensavers.pt

publicado por adm às 18:00 | comentar | favorito